A nova agricultura e os drones

A Agricultura será fortemente influenciada pelo uso de drones.

Conforme estimativas das Nações Unidas, em 2050, aproximadamente 10 bilhões de pessoas habitarão o mundo.
Como todas essas pessoas poderão ser alimentadas, dado que a quantidade de terra cultivável disponível per capita está diminuindo e aproximadamente 800 milhões de pessoas já estão sendo afetadas pela fome hoje?

Para resolver essa questão premente, a agricultura exige novas abordagens, que podem não apenas aumentar a produtividade, mas também garantir a proteção ambiental e a conservação de recursos naturais limitados.

Se dermos dar uma olhada no futuro, já existem algumas tendências que estão transformando a agricultura globalmente.

Hibridização aprimorada: O uso de sementes híbridas permite uma melhor heterose em condições desfavoráveis ​​do solo e do clima, como solos salinos e ecossistemas de sequeiro.
A melhor tolerância ao estresse hídrico nos híbridos garante bons rendimentos, mesmo em caso de baixa pluviosidade, como observado nos últimos anos.
Os híbridos de curta duração produzem mais em menos tempo e consomem menos água. Sementes híbridas com características inatas podem fornecer tolerância adicional à doença.
Isso economiza de duas a três pulverizações, reduz o uso de produtos químicos na planta e minimiza o nível de resíduos de produtos químicos no solo e na água.
No arroz híbrido, a área extra da raiz oxida mais, reduzindo assim as emissões de metano em 10-15%, o que ajuda a reduzir o aquecimento global.

Irrigação por gotejamento: a agricultura é responsável por 70% de todo o uso de água.
A indústria agrícola precisa se concentrar em melhorar a qualidade da água e também abordar a escassez de água.
No tópico sobre escassez de água, os grandes produtores em parceria com os pioneiros da irrigação (Rain Bird) estão implementando um programa para fornecer proteção de culturas direcionada por meio de irrigação por gotejamento.
Este método utiliza sensores e tecnologia para fornecer água de forma precisa e direcionar os tratamentos de proteção de culturas com base em necessidades geográficas específicas, pressões de pragas e doenças, bem como os requisitos do ciclo de vida da planta. Esta solução consciente da água também se traduz em economia para os agricultores.

Agricultura de precisão: muitas coisas podem acontecer ao longo de uma estação de crescimento. As tecnologias de agricultura de precisão podem ajudar a eliminar a incerteza ou, pelo menos, reduzir ainda mais os riscos.
A agricultura de precisão envolve a coleta de dados por meio de hardware conectado, como tratores ou sensores equipados com GPS.
Usando tecnologia, as informações coletadas podem ser analisadas para coletar análises agronômicas relevantes.
Os agricultores podem, então, tomar decisões específicas sobre a zona de campo em suas operações diárias. Em um país como o Brasil com inúmeras zonas agro-climáticas e práticas de cultivo variadas, isso pode realmente ajudar os agricultores a aumentar a produtividade agrícola.

Drones na agricultura: imagine um drone que, além de mapear a área de cultivo, também será capaz de processar respostas.
Por exemplo: identificar onde estão as ervas daninhas, quais tipos elas são, identificar pragas e doenças e localizar a aplicação de agroquímicos.
Em todo o mundo, os drones estão mudando completamente todo o processo de cultivo e colheita.
De acordo com estimativas da indústria, o uso de drones pode fornecer um aumento de 15% a 20% na produtividade agrícola.

Digitalização contínua : as pessoas ficam animadas com os carros sem motorista, mas essa tecnologia provavelmente será adotada ainda mais rapidamente na agricultura. Tratores autônomos, drones e robôs guiados por um telefone ou tablet de um fazendeiro permitirão a agricultura 24 horas por dia durante os períodos críticos da estação.
E a integração de inteligência artificial, imagens de satélite e softwares preditivos sofisticados ajudarão os agricultores a tomar decisões importantes em tempo real, economizando tempo, dinheiro e talvez até mesmo uma colheita do impacto devastador das pragas ou do clima extremo.

Foco na saúde do solo : a saúde do solo pode muito bem ser a próxima fronteira na agricultura. Embora conheçamos os benefícios da lavoura reduzida na preservação de solos e na prevenção da erosão e da perda de umidade, ainda estamos na infância em relação às complexidades do bioma do solo.
Novas empresas procurarão melhorar os micróbios associados às plantas e focarão na fixação e utilização de nitrogênio, que é uma necessidade crucial na maioria das culturas.
Se bem-sucedida, esta tecnologia poderá reduzir o custo da fertilização das culturas, ao mesmo tempo em que reduz as emissões de gases de efeito estufa e o potencial de escoamento para os cursos de água.

Summary
Description
Drones na agricultura: imagine um drone que, além de mapear a área de cultivo, também será capaz de processar respostas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.