Sixth

Irrigação para gramados. Mantenha-os verdes sem desperdício de água e luz, Ligue agora – 21 2430-3322 _/_ vendas@irricomrio.com.br

Publicações

Sempre atualizando informações


Ser verdadeiramente verde

05/11/2010
rainbirdrj
Nenhum comentário
Bookmark and Share

Como a ciência e a tecnologia tem avançado com as novas inovaçoes, nós nos tornamos cada vez mais dependente do uso de materiais de carbono e os processos quimicos que tem impactos negativos sobre a saude humana e o meio ambiente. O futuro de uma industria verdadeiramente sustentavel vai viver ou morrer na sua capacidade para assumir as entradas primas que sao naturalmente limpa e usa-los para formar os produtos finais mesmo que já estamos acostumados. Essa é a base da Quimica Verde.

O Congresso e outros responsaveis politicos estao se concentrando na legislaçao para promover a “tecnologias sustentaveis”: veiculos hibridos, os subsidios para o etanol feito de milho e cana de açucar, os processos de energias renovaveis. Estes esforços sao extremamente importantes no movimento da sociedade para se tornar verdadeiramente sustentavel. Mas, para a verdadeira sustentabilidade, temos de ter certeza de que um passo atras e olhar o retrato grande. Pode-se tornar os computadores, fones de ouvido, bem como veiculos mais eficientes e dispositivos de energia alternativa atraves de tecnologias sustentaveis. Enquanto o produto final pode ajudar a alcançar as soluçoes para a sustentabilidade, o processo para gerar produtos, ironicamente, pode realmente contribuir para o problema.

Por exemplo, consideram que a maioria das propostas de legislaçao de energias renovaveis com foco foi centrado na retroativamente tentando fazer “verde” dos produtos finais, ao inves de torna-los ambientalmente amigavel desde o inicio. Isto é, como New York Times colunista Thomas Friedman afirmou recentemente , o que esta afligindo o impulso para ser “abrangente” mais verde. Sua opiniao editorial prossegue, citando objetivo nobre DOE para: “. Descobrir e comercializar os avanços da energia que precisamos” “acelerar o progresso normal da ciencia e da tecnologia para pesquisa de energia” e assim

O fundamental é entender que nao há “instantanea” soluçoes. Sociedade tornou-se dependente do esforço herculeo de cientistas desenhar moleculas e materiais de insumos derivados do petroleo. Será para nos há varias decadas para se deslocar para uma industria baseada em energias renovaveis verdadeiramente verde. Com a mania da tecnologia verde em pleno andamento, mais e mais empresas Fortune 500 e blue-chips estao procurando aplicar os principios da quimica verde para um mercado de 70.000 milhoes dolar americano que nao esta mais confortavel com o status quo – a especialidade a base de oleo produtos quimicos sao os ingredientes só é poss?vel na criaçao desses produtos todos os dias.

Os principios da quimica verde nos dizer que ha uma maneira melhor – que a natureza nos oferece nossa maior materia-prima alternativa. Um futuro sustentavel nao pode ser base de etanol ou biodiesel sozinho. É nossa opiniao que os produtos florestais, incluindo a lignina, que sao a cola que mantem a madeira em um nivel molecular das possibilidades de mundo natural oferta unica. Uma empresa que acaba de ser concedido duas patentes sobre a extraçao limpa de lignina échamado Veritchem , com o qual a Warner-Babcock acaba de anunciar um acordo de joint venture, esta semana. Estou ansioso para uma parceria com David Milroy, CEO e sua equipe como conceber novas maneiras de apoiar especialidades quimicas, adoçantes, alimentos e biocombustiveis.

Considere que as industrias florestais e de serraria (particularmente na America do Norte) criar milhoes de hectares no valor de derivados de residuos naturais a cada ano. Isso inclui aparas de madeira e residuos agricolas que podem ser utilizados como materia-prima para que eliminasse os elementos essenciais necessarias para criar produtos quimicos verdes.

Este é precisamente onde o Congresso pode intervir e conceder subvençoes, subsidios para preocupaçoes, silvicultura e incentivos fiscais para empresas que compram de fabricantes de verde que optar por substituir os seus produtos quimicos a base de petroleo com produtos quimicos baseados em lignina.

E nao é como se as empresas quimicas particulares – a Dow, a Archer Daniels Midland e outros – nao tem a ganhar tambem. De fato, uma analise recente da industria indicam que a inclusao destes fluxos de residuos em uma mistura de produtos da empresa pode aumentar a receita em qualquer lugar de 50-70 por cento – um beneficio significativo para uma industria crescente.

Celulose e materiais de lignina foram em torno de um tempo muito longo. A historia esta cheia de falsos começos utilizando estes materiais como materia-prima. Falhas no passado nao pode inibir-nos. Acreditamos que essas falhas do passado foram resultado de um “ou / ou” mentalidade. Crateras uma materia-prima contra o outro. Novas tecnologias de separaçoes e purificaçoes no mundo bio-baseados tem surgido na utima decada para mudar as regras do que pode e nao pode fazer com produtos florestais.

Agora é hora de revitalizar a industria e ser verdadeiramente – compreensivelmente – verde. Nao como uma especie de “nos contra eles” guerra, mas como um esforço de colaboraçao, trabalhando juntos para logica e sistematicamente recriar o setor de materiais.

John Warner – HuffingtonPost.com

Gostou do artigo? Para receber atualizações e novidades, informe seu email no campo abaixo.

Escreva um comentário

Comentário