Sixth

Mantenha seu gramado sempre verde sem desperdício de água e luz, Ligue agora – 21 2430-3322 _/_ vendas@irricomrio.com.br

Publicações

Sempre atualizando informações


Pescadores de lagosta n?o pode mais ganhar a vida, procurar outros empregos

30/10/2011
rainbirdrj
Nenhum comentário
Bookmark and Share

HARTFORD, Connecticut -. Crismale Nick fez a sua carreira como pescador de lagosta, mas ultimamente n?o h? n?mero suficiente de crust?ceos em Long Island Sound para fazer valer a pena colocar para fora as armadilhas

Crismale, que se dedicou ? clamming este ano, tinha sido um dos poucos remanescentes redutos em um setor devastado por um decl?nio nos estoques de lagosta. Apenas cerca de 30 em tempo integral lobstermen s?o deixados em Connecticut, abaixo dos mais de 300 nos anos anteriores uma lagosta devastador die-off em 1999.

????????

“Estamos perdendo um modo de vida. Estamos perdendo um patrim?nio”, disse Crismale, 61, o l?der da Associa??o de Pescadores de lagosta do Connecticut Comercial.

Alguns argumentaram no ano passado que a esp?cie foi se recuperando, e os pescadores lutou uma proposta de proibi??o de cinco anos na pesca da lagosta ao sul de Cape Cod, Massachusetts Mas esse otimismo est? desaparecendo. Pesquisadores que arrasto nas ?guas do estreito de Long Island para uma pesquisa que come?ou em 1984, dizem que nunca viram t?o poucas lagostas.

O acidente

1999 foi anunciado pela lagostas tipicamente agressiva transformando mole e perder a sua luta. O padr?o tem se repetido a cada ver?o, e autoridades estaduais dizem que recebem um maior n?mero de relatos de lagostas doentes e morrendo a cada ano.

Enquanto lagostas est?o prosperando no Maine, a produ??o est? em baixo de um pico no final de 1990 na zona sul de Cape Cod atrav?s de North Carolina. Os cientistas n?o conseguem explicar o decl?nio, mas os fatores poss?veis incluem pesca excessiva, a 1996 Rhode Island e derramamento de ?leo de uma doen?a que desfigura cascas de lagosta, mas n?o manchar a carne. Eles tamb?m acreditam que pode ser parcialmente explicado pelo aumento das temperaturas da ?gua que t?m impulsionado as lagostas ao refrigerador, ?guas mais profundas -. Longe de ?reas de desova principal e aos lugares onde mais predadores espreitam

Em Long Island Sound, dizem os cientistas, a pesca da lagosta comercial pode ser condenado.

O n?mero de lagostas encontradas por arrast?es que colher amostras em 200 pontos aleat?rios no som a cada ano vem caindo “abruptamente” desde o final dos anos 1990, disse Penny Howell, um bi?logo marinho da pesca com o Departamento de Prote??o Connecticut Energia e Meio Ambiente em Old Lyme. Ela disse que uma equipe de campo n?o poderia mesmo produzir a pedido recente de um pesquisador por 10 lagostas.

“Se a pesca da lagosta vai ser comercialmente vi?vel ? altamente question?vel”, disse Howell, que acrescentou que ela acredita que a lagosta ? resistente o suficiente para evitar o desaparecimento do som por completo.

temperaturas

Nascente de ?gua e contamina??o do escoamento est?o entre os culpados suspeitos em Long Island Sound, um estu?rio que ? delimitada por Nova York em seu ponto ocidental e tem cerca de 8 milh?es de pessoas vivendo dentro de sua ?rea de bacias hidrogr?ficas. Howell disse que as temperaturas da ?gua na metade ocidental do som agora ir acima de um limite de 68 graus para lagostas durante semanas em um momento no ver?o, deixando-os vulner?veis ??a todas as solicita??es adicionais. Ela disse que o mesmo fen?meno est? jogando em Rhode Island e Massachusetts sul.

No in?cio deste m?s, Connecticut estado Rep. Terry Backer, um ex-pescador de lagosta, organizou uma reuni?o de pescadores, que pediu para exortar os legisladores do Estado vizinho Estado de Nova York para parar de usar methoprene, um pesticida utilizado para matar os mosquitos que podem transportar o Oeste O v?rus do Nilo.

“Se voc? colocar algo que ? projetado para matar as coisas no ambiente, voc? n?o tem controle sobre o que mata”, disse Backer, um democrata Stratford que tamb?m ? diretor executivo do Fundo Guarda-Sons sem fins lucrativos.

Um porta-voz

para o New York Departamento de Conserva??o Ambiental, Afrodite Montalvo, disse que a pesquisa mostra as lagostas tinha sido salientado por condi??es ambientais hostis e que os pesticidas individuais n?o foram suficientes para causar o die-off. Ela disse que a ag?ncia elevou esta??es de tratamento de esgoto e tomadas outras medidas para melhorar a qualidade da ?gua.

Crismale

, de Guilford, disse que mant?m alguma esperan?a que a ind?stria vai se recuperar. Virou-se para moluscos em parte para manter o seu equipamento funcionando no mesmo per?odo.

Mas ele reclamou que os gestores da pesca est?o se concentrando sobre a regulamenta??o dos pescadores e n?o sobre outras quest?es mais dif?ceis, como a polui??o da ?gua ea recupera??o de peixes que se alimentam de lagosta jovem.

“Eu simplesmente me recuso a desistir. Eu estou esperando algu?m em algum lugar ao longo da linha vem com um programa que incide sobre os problemas reais”, disse ele.

Mike Theiler

, um lobsterman Waterford que peixes fora de New London, disse que os pescadores tamb?m t?m sido espremido nos ?ltimos anos pelo aumento nas exig?ncias de tamanho m?nimo. Com a??es em queda e os pre?os de lagosta at? US $ 4 por libra, ele disse lobstermen est?o colocando em longas horas e manuten??o de equipamentos caros para o que equivale a “cerveja e dinheiro do cigarro.”

“H? poucos caras dispostos a colocar no trabalho ? preciso para ser um pescador de lagosta comercial”, disse ele.

curso

A lagosta em Connecticut encolheu para cerca de ? 400.000 anuais de 3,7 milh?es de libras em 1998. O conselho que assessora o Atlantic States Marine Pescas Comiss?o sobre as regras de lagosta votaram no ano passado para sucata uma proposta de cinco anos para proibi??o de pesca de lagosta grande parte da Costa Leste, mas os pescadores dizem que est?o preocupados agora com propostas para limitar a captura.

Para lobstermen procurando outro trabalho, um programa financiado pelo Departamento de Agricultura dos EUA oferece treinamento para outros trabalhos no setor mar?timo. Tessa Getchis ajuda a coordenar o programa como educador extens?o associado Connecticut Sea Grant, que ? financiado principalmente atrav?s da Administra??o Nacional Oce?nica e Atmosf?rica. Ela disse que cerca de 80 lobstermen se inscreveram para o programa, que oferece aulas em barcos de lagosta remontagem e aplicar as suas compet?ncias para outras profiss?es, tais como a aquicultura.

“Alguns deles tomaram a decis?o de seguir em frente”, disse Getchis. “Todos esperamos que esta ind?stria vai virar, mas ele simplesmente n?o olhar dessa forma agora.”

???? Verde sobre HuffingtonPost.com

Gostou do artigo? Para receber atualizações e novidades, informe seu email no campo abaixo.

Escreva um comentário

Comentário