Sixth

Irrigação para gramados. Mantenha-os verdes sem desperdício de água e luz, Ligue agora – 21 2430-3322 _/_ vendas@irricomrio.com.br

Publicações

Sempre atualizando informações


Mary-Charlotte Domandi: A Complex Plut?nio novo gigante em Los Alamos

31/10/2011
rainbirdrj
Nenhum comentário
Bookmark and Share

… ou, “Como gastar US $ 6 bilh?es, criar 600 postos de trabalho, e apoiar o setor mais improdutivo do complexo militar industrial para outra gera??o.”

Apesar da ret?rica de campanha do presidente Obama de um mundo sem armas nucleares, apesar da recente cat?strofe no complexo do Jap?o Fukushima, e apesar de o novo tratado de controle de armas nucleares IN?CIO entre os EUA ea R?ssia em fevereiro passado, parece que o desejo entre os nossos l?deres para nuclear de energia e armamento nuclear continua t?o forte hoje quanto era no auge da Guerra Fria. O que ? t?o perturbador, por?m, ? o descaso do nosso governo mostra para qualquer entrada de seus cidad?os -. Pro ou con

Em uma recente Santa Fe Radio Caf? ? entrevista com Greg Mello, co-fundador da Los Alamos Study Group , uma organiza??o de vigil?ncia Albuquerque-americano que monitora os acontecimentos em em Los Alamos no Novo M?xico do National Labs, este fato, s?brio -loving, quase fleum?tica “Joe Friday” de um ativista delineado muito claramente tanto os potenciais ganhos e perdas (e para quem) dos planos do National Nuclear Security Administration para uma nova qu?mica e substitui??o Metalurgia Research (CMRR) facilidade no LANL, antes de ir completamente fora de caracteres para apontar o completo descaso que o Departamento de Energia (entre muitas outras ag?ncias do governo) tem para todo o devido processo legal.

Mello disse que o objetivo principal deste laborat?rio plut?nio $ 4-12000000000, que as reivindica??es NNSA “proporcionaria vital essencial capacidades de suporte t?cnico para a seguran?a nacional da NNSA miss?o”, ? basicamente “a fabrica??o de armas de destrui??o em massa.” Astuciosamente-languaged na proposta NNSA como “pits de plut?nio”, Mello diz que objetivo principal do edif?cio CMRR ? “aumentar a capacidade nuclear do LANL como um todo e para a fabrica??o de usinas de plut?nio.” Os n?cleos de ogiva dessas “plantas”, diz Mello, seria “os sucessores para as bombas utilizadas em Nagasaki. Eles tinham cada um tem um rendimento que ? 50 vezes maior do que a bomba usada l? na Segunda Guerra Mundial.”

Ao contr?rio

, ent?o, ? percep??o popular de Obama como anti-prolifera??o nuclear, o seu endosso desta facilidade CMRR – e verdadeiro prop?sito da instala??o – o coloca totalmente em linha com a de seu predecessor, George W., que originalmente defendido esse projeto. ? parte de um acordo, disse Mello, entre Obama e os republicanos: voc? pode ter o seu tratado de armas nucleares e os nossos 67 votos a favor, mas somente se voc? acompanhar, atrav?s de um ac?mulo de armas nucleares. “N?s acabamos de assinar um tratado de armas nucleares”, disse Mello, “mas n?s estamos gastando bilh?es de d?lares para fazer novos. Ele n?o melhora a credibilidade da nossa diplomacia n?o-prolifera??o.” De fato.

Al?m do CMRR ser um problema de credibilidade, Mello, que co-fundou a LASG em 1989, argumenta contra ele em outros n?veis: os econ?micos – o governo j? gastou 458 milh?es d?lares sobre ele, e at? mesmo em sua estimativa de custos mais conservadora, por ocasi?o da sua conclus?o projetada em 10 anos, sua cria??o de 660 postos de trabalho coincide com a um custo de US $ 1 milh?o por trabalho; ambiental – em termos de gera??o e armazenamento de res?duos nucleares; e seguran?a, vendo como o envelhecimento facilidade 60-year-old NNSA quer substituir senta em uma linha de falha s?smica, e o novo seria bem (houve um terremoto na vizinha ? Namba, a apenas 20 quil?metros de dist?ncia, s? esta semana passado). “Nunca houve uma instala??o de plut?nio em grande escala que ? operado de forma limpa”, declarou Mello. “H? sempre quest?es dos res?duos e acidentes e contamina??o.”

Ao contr?rio de um projeto de energia solar ou e?lica, o que poderia trazer centenas de milh?es de d?lares em investimento de capital e criar milhares de empregos (em oposi??o a apenas 660), o CMRR, na opini?o de Mello, os benef?cios principalmente as empresas que j? LANL pr?pria (Bechtel, da Universidade da Calif?rnia, BMW), enquanto dificilmente gerar qualquer valor a longo prazo. “Ele n?o treina as pessoas a fazer qualquer coisa na economia”, observou Mello. “Ele n?o fornece qualquer infra-estrutura, na medida em que as fun??es na economia real (n?o h? bens ou servi?os prestados, j? que ningu?m compra ou vende pits nuclear). E isso n?o atrai capital privado.”

Mas al?m de suas obje??es e outros grupos “para o custo do CMRR – a seguran?a do mesmo, o fato de que ? tudo sobre a constru??o de armas de destrui??o em massa em uma ?poca em que alegam ser acabar com eles – o que Mello aludiu a quase como uma reflex?o tardia se destacou como preocupante como o seu caso contra CMRR. “N?o h? a entrada de cidad?o falsificado, mas n?o a entrada de verdadeiro cidad?o”, disse Mello. “? o que Robert Higgs chamado de” fascismo participativa. “Estamos autorizados a participar nas discuss?es que j? t?m pr?-determinados resultados.”

Que, quando voc? pensar nisso, ? um dos catalisadores principal por tr?s Partiers Ch? e ocupantes da mesma forma. Ap?ticos como fomos essas ?ltimas d?cadas, temos sido ouvidos, paradoxalmente, em um estado de raiva. As pessoas t?m finalmente wised-up para a publicidade e marketing induzida, ardil corporativo strategized de fingir levar as nossas preocupa??es, nossos apelos, nossos objetivos em considera??o. Como declarou Mello, o fingimento do nosso governo de solicitar a entrada de quantidades seu povo a pouco mais que uma caixa de sugest?es gigante, dentro do qual estava uma trituradora de papel sempre-churning.

“As pessoas em Santa Fe ir para essas audi?ncias declara??o de impacto ambiental como se fossem pontos de vista foram remotamente interessante para as pessoas em Washington. Posso assegurar-vos que n?o s?o”, zombou Mello. “As pessoas que tomam decis?es n?o sei sobre a sua opini?o. Eles nunca chegar l? e ? tudo uma charada vasto. E o Departamento de Energia est? entre as piores de todas as ag?ncias para isso. ? apenas um aro que tem que passar por , tendo estas audi?ncias comunicado. “

Sabendo disso, t?-lo visto e experimentado uma e outra vez, Mello e seus compatriotas j? come?ou a montar seus processos, por n?o ter uma Declara??o de Impacto Ambiental.

N?o

fascista participativa, Mello acrescentou sobre o CMRR: “? um projeto de estilo sovi?tico, que ? um investimento estatal totalmente controlada pelo Estado em uma tecnologia muito obsoleto ? o socialismo armas..”

Ou?a o podcast aqui . Muito obrigado a Devon Jackson.

???????????? Verde sobre HuffingtonPost.com

Gostou do artigo? Para receber atualizações e novidades, informe seu email no campo abaixo.

Escreva um comentário

Comentário