Sixth

Mantenha seu gramado sempre verde sem desperdício de água e luz, Ligue agora – 21 2430-3322 _/_ vendas@irricomrio.com.br

Publicações

Sempre atualizando informações


Maré alta na economia

24/01/2012
rainbirdrj
Nenhum comentário
Bookmark and Share

Você já ouviu a velha linha sobre como a “maré alta levanta todos os barcos?” De fato, a evidência mostra que a “maré alta” do crescimento econômico global é de fato levantando principalmente iates, enquanto isso, um monte de gente estão sendo jogados na água
Na semana passada, lançado uma nova pesquisa que mostra como a renda das pessoas estão se tornando mais desigual nas maiores economias do mundo. Oxfam voltado aos países do G20, porque eles são os líderes auto-nomeados da economia global e, de fato, constituem mais de 70 por cento do PIB do mundo. Uma pesquisa dos países do G20 mostra que apenas quatro fizeram progressos desde 1990 na redução da desigualdade; Dezasseis deles viu a diferença de renda crescer, retardar ou parar o progresso para reduzir a pobreza. Não é só o crescimento econômico nos países que não “trickle down” para as pessoas comuns, mas as economias do G20 estão rapidamente esgotando os recursos naturais que precisam para apoiar a nossa saúde e prosperidade. Que a carga ecológica quedas mais sobre os pobres, que em geral carecem de recursos para lidar com a degradação ambiental resultante, principalmente as mudanças climáticas.

No passado, essa desigualdade e pilhagem ecológica seria visto como parte do custo de apoiar o crescimento económico. A sabedoria convencional costumava ser que o crescimento traz desigualdade; a maré alta levanta todos os barcos, mas as embarcações ricos sobem mais rápido e isso é o custo de fazer negócios. Mas essa sabedoria convencional está sendo mostrado para ser falso, na prática, na verdade, alguns dos mais rápidos do planeta economias em crescimento estão crescendo, enquanto a redução da desigualdade, e reduzir seu impacto ecológico
.
O México é um caso-chave no ponto. O México tem um histórico de renda desigual e distribuição de riqueza, bem como uso intensivo de recursos de desenvolvimento. Mas na última década, o México diminuiu significativamente a desigualdade, reduzindo sua taxa de emissões de carbono em relação ao crescimento econômico (embora as emissões ainda estão crescendo no México, eles estão retardando o crescimento acelera).

Alguns países do G20 outros (Brasil, Argentina, Coréia do Sul) também estão conseguindo fazer o trabalho de crescimento para reduzir a desigualdade. E vários (Reino Unido, França, Alemanha) estão aprendendo a crescer, enquanto usando um compartilhamento de encolhimento dos recursos naturais em termos absolutos. Mas nenhum país industrializado ainda não descobriu como apoiar o crescimento econômico de uma forma que não vai esgotar os recursos do planeta. Apenas dois países do G20 (Índia e Indonésia) estão usando menos do que sua parte dos recursos naturais, se suas tendências de crescimento atual continuar, que não vai durar muito tempo, como seu consumo aumenta com o crescimento
.
Mas os exemplos positivos – como a desigualdade reduzida do México ou da Alemanha pegada de carbono reduzida – nos mostram que a desigualdade ea ruína ambiental não são resultados inevitáveis ??do crescimento econômico. O mundo não precisa parar de crescer, a fim de evitar a desigualdade e proteger o planeta. Em vez disso, escolhas políticas inteligentes pode significar que mais pessoas possam colher os benefícios do crescimento, e para o longo prazo. As escolhas políticas incluem o investimento em bens públicos como saúde e educação, os programas de apoio ao rendimento e imposto progressivo para reduzir a desigualdade e os investimentos em tecnologia verde e tornando os custos de carbono use transparente para reduzir a dependência de recursos naturais finitos. Ao implementar essas políticas, os países podem ajudar mais pessoas a manter seus barcos em posição vertical mesmo quando encorajam a onda de crescimento para rolar dentro

2012-01-23-ChangeinCO241.bmp

Este post href=”http://politicsofpoverty.oxfamamerica.org/index.php/2012/01/19/capsized-by-the-rising-tide/” também aparece on Politics Oxfam América do blog da Pobreza.
Paul O’Brien:

Verde sobre HuffingtonPost.com

Gostou do artigo? Para receber atualizações e novidades, informe seu email no campo abaixo.

Escreva um comentário

Comentário