Sixth

Irrigação para gramados. Mantenha-os verdes sem desperdício de água e luz, Ligue agora – 21 2430-3322 _/_ vendas@irricomrio.com.br

Publicações

Sempre atualizando informações


Lisa Hymas: Eu sou o problema da popula?

31/10/2011
rainbirdrj
Nenhum comentário
Bookmark and Share

O crescimento da popula??o tende a ficar

culpa de outras pessoas: africanos e asi?ticos que t?m “as crian?as mais do que eles podem se alimentar”, imigrantes no nosso pa?s com os seus “grandes fam?lias”, mesmo em m?es solteiras a “cidade interior”.

Mas na verdade o problema da popula??o ? toda sobre me : branco, de classe m?dia, American mim. Orientar a culpa bem aqui.

pessoas bem-intencionadas j? me disseram que eu sou “exatamente o tipo de pessoa que deve ter filhos”. Au contraire . Eu sou exatamente o tipo de pessoa que deve n?o ter filhos.

Popula??o

n?o ? apenas sobre a contagem de cabe?as. O impacto da humanidade sobre o meio ambiente n?o ? determinado unicamente pela forma como muitos de n?s estamos por a?, mas pela quantidade de coisas que usamos e quanto espa?o que ocupam. E como um americano financeiramente confort?vel, eu uso um monte de coisas e ocupar muito espa?o.

? mais do que 200 vezes maior do que uma m?dia de et?opes, e mais de 12 vezes maior do que um indiano m?dio, e duas vezes maior que a m?dia de Brit.

Quando uma mulher pobre no Uganda tem uma outra crian?a – muitas vezes porque ela n?o tem acesso a servi?os de planeamento familiar oportunidade, econ?micos, ou auto-determina??o – ela pode reduzir as perspectivas de sua fam?lia para a escalada da pobreza ou adicionar aos desafios de sua comunidade na presta??o de todo mundo com ?gua limpa e alimentos seguros, mas ela certamente n?o est? colocando uma carga muito grande sobre o meio ambiente global.

Quando algu?m como eu tem um filho, cuidado, mundo! Engrenagem, gadgets, quinquilharias, casa maior, carro maior, o petr?leo do M?dio Eeast, o carv?o da Col?mbia, coltan do Congo , terras raras da China , pesticidas carregadas de algod?o do Egito, a soja geneticamente modificada do Brasil. E ent?o, quando essa crian?a tem filhos, lavar, enxaguar e repetir (em ?gua quente, ? claro). Mesmo sem tentar, n?s, americanos, slurp os recursos de todos os cantos do globo e, em seguida, 99 por cento deles para tr?s para fora outra vez como a polui??o .

pessoas

Consciente tentar limitar o consumo, ? claro. Eu sou um deles. Recebo em torno de grande parte de ?nibus ea p?, comer baixo na cadeia alimentar, comprar usado ao inv?s de novo, manter o fogo baixo, frear meu gadget lux?ria. Mas, mesmo pondo de lado os meus pecados de carbono restantes (ver: voar)., O fato ? que apenas em virtude de viver nos Estados Unidos, desfrutando de uma pequena parte da sua infra-estrutura material maci?o, minha pegada de carbono est? em n?veis insustent?veis ??

De longe a maior contribui??o que posso dar para um ambiente mais limpo ? a de n?o trazer qualquer mini-mes para o mundo. A 2009 por estat?sticos da Oregon State University descobriu que o impacto no clima de ter um menor n?mero de crian?as nos Estados Unidos ? quase 20 vezes maior do que o impacto da ado??o de uma s?rie de pr?ticas amigas do ambiente para a sua vida inteira, coisas como dirigir um carro de alta quilometragem, reciclagem, e utilizando eficiente aparelhos e l?mpadas fluorescentes compactas.

E assim, por raz?es ambientais, bem como pessoal, eu decidi n?o ter filhos. Eu me chamo de Gink:. inclina??es verde, sem filhos

A maioria das pessoas

n?o vai tomar a mesma decis?o, ? claro, e eu n?o os culpo por isso. Todo mundo tem diferentes circunst?ncias e valores, e as quest?es ambientais n?o s?o os ?nicos vale a pena considerar. Eu acredito na escolha, e isso significa apoiar escolhas diferentes das minhas.

Mas precisa se tornar mais f?cil para as pessoas tomarem a mesma decis?o que eu tenho, se eles s?o t?o inclinado.

Aqui em os EUA, a p?lula j? est? dispon?vel h? mais de 50 anos. ? agora quase universalmente aceite que as mulheres v?o usar o controle de natalidade para atrasar, o espa?o de fora, ou limitar f?rtil. Mas n?o h? aceita??o tanto para o controle de natalidade para ignorar completamente f?rtil. Em algum momento, voc? ? esperado para crescer, emparelhar-se, colocou a p?lula para o lado, e produzir um casal de filhos. Desviar-se este cen?rio e voc? vai ter olhares estranhos e enfrentar conversas dif?ceis com familiares, amigos, colegas e estranhos.

Uma mulher de 30 e poucos, eu sei que trabalha para uma ONG de sa?de reprodutiva diz que seus colegas pester sobre sua decis?o de n?o ter filhos, dizendo que ela precisa para come?ar em que a fam?lia ou ela vai se arrepender. E estas s?o as pessoas cujas carreiras est?o empenhadas em tornar o controle de natalidade e de sa?de reprodutiva dispon?veis para todas as mulheres! Pro-natal vi?s ? mais profunda.

mulheres

Muitos os EUA descobriram que ele ? dif?cil, sen?o imposs?vel, para encontrar um m?dico que ir? realizar uma laqueadura se a mulher n?o j? teve filhos (e ?s vezes at? mesmo se ela tiver). M?dicos alertam que a esteriliza??o ? um irrevers?vel, a decis?o vida-alterando. Mas ter um filho ? irrevers?vel, a vida-alterando-se de decis?o, e voc? n?o encontrar m?dicos mulheres aviso longe disso. O preconceito amplamente realizada, na profiss?o m?dica e grande parte do resto da sociedade, ? que tornar-se um dos pais ? a escolha certa e inevit?vel.

Nos ?ltimos anos e d?cadas, tornou-se mais aceit?vel para a corrida mista casais a ter filhos, e as mulheres solteiras e casais gays, e mulheres com mais de 40 anos, e isso ? tudo de bom. Aceita??o tem sido mais lento para vir para a decis?o n?o para ter filhos. H? agora um movimento incipiente childfree, mas alguns que s?o parte dela dizem que ainda sentem que est?o violando um tabu.

liberdade

real reprodutiva tem de incluir a aceita??o social da decis?o de n?o reproduzir. Quando conseguir isso, isso vai significar menos press?o sobre as mulheres e homens que n?o se sentem chamados a se tornarem pais. Isso vai significar menos de um estigma sobre as pessoas que podem ter queriam se tornar pais, mas n?o ter? a chance. Isso vai significar uma ampla gama de op??es para as pessoas que ainda n?o decidi. Isso vai significar menos filhos nascidos de pais ambivalentes ou infeliz, ficando-nos mais perto do objetivo de “todas as crian?as uma crian?a desejada.”

Finalmente, isso significar? menos americanos fazendo uma bagun?a do planeta, e espa?o para respirar um pouco mais para aqueles de n?s que j? est?o aqui ou a caminho.

Eu reconhe?o que eu sou o problema populacional. Eu estou tentando ser parte da solu??o. Vamos torn?-lo mais f?cil para os outros se juntem a mim.

Este post foi publicado originalmente em Grist.org .

???????????? Verde sobre HuffingtonPost.com

Gostou do artigo? Para receber atualizações e novidades, informe seu email no campo abaixo.

Escreva um comentário

Comentário