Sixth

Mantenha seu gramado sempre verde sem desperdício de água e luz, Ligue agora – 21 2430-3322 _/_ vendas@irricomrio.com.br

Publicações

Sempre atualizando informações


Água – necessidades de água para irrigaçao

24/02/2017
rainbirdrj
Nenhum comentário
Bookmark and Share

ÁGUA – NECESSIDADES DE ÁGUA PARA IRRIGAÇÃO

Todo projeto de irrigação deve começar pelo cálculo das necessidades de água para irrigação, que dependem basicamente do macroclima regional (Latitude do lugar) e do microclima local (proximidade do mar, ventos, etc.). O Balanço Hídrico Climático pode ser feito apenas com dados de temperatura média mensal (em graus centígrados) e precipitação total mensal (mm) e indica o mês mais crítico para a irrigação. Na planilha mostrada na figura abaixo, basta substituir os dados de temperatura e precipitação indicados no exemplo pelos do seu município ou da sua cidade, que podem ser encontrados nas Normais Climatológicas do Brasil.

Evapotranspiração é a soma da água evaporada do solo com a água transpirada pelas plantas. Evapotranspiração Potencial (ETo) é a quantidade total estimada de água evapotranspirada, quando a planta tem umidade suficiente ao seu dispor. Para calcular a ETo em qualquer lugar do mundo, os cientistas tomaram como referência o consumo de água da grama Batatais (Paspalum notatum), por ser cosmopolita. Toda planta tem o seu coeficiente de consumo de água. O da grama Batatais é Kc = 1. Se uma planta ou outro tipo de grama consumir menos água, o coeficiente será menor que 1 e, caso contrário, maior que 1.

Existem vários métodos para o cálculo da ETo, sendo o mais preciso (e também o mais trabalhoso, por envolver vários dados climáticos e tabelas) o de Penman-Moneith – FAO. Aqui eu apresento dois métodos bem simples, que usam equações empíricas e uma única tabela: os de Blaney&Criddle e Hargreaves-Samani. Tomei como exemplo o município de Cordeiro-RJ e a ETo máxima do dois métodos (no caso, o de B&C) é que deve ser considerada. Se quisermos aprimorar o resultado, podemos levar em conta o microclima local, calculando p.ex., o efeito do vento e umidade no local do projeto. Para isso existem gráficos e tabelas específicos, nos manuais de irrigação ou de climatologia.

Supondo que a influência do vento no local elevasse a ETo para 5 mm/dia e quiséssemos irrigar um campo de futebol de (105m x 68m) 7.140m² com um aspersor com vazão de 3,96m³/h, precisaríamos de (7.140m² x 0,005m) 35,7m³ de água. Este único aspersor, portanto, levaria (35,7m³ ÷ 3,96m³/h) 9 horas para irrigar todo o gramado esportivo. Logicamente, com 9 aspersores iguais a esse, o campo seria irrigado em 1 hora e, com o dobro (18 aspersores), em meia hora.

 

 

Planilha de cálculo das necessidades de irrigação

Engo. Agrônomo José Luiz Viana do Couto
jviana@openlink.com.br

Gostou do artigo? Para receber atualizações e novidades, informe seu email no campo abaixo.

Escreva um comentário

Comentário